Vista Alegre

Oscar Mariné

5ª peça do Projeto Artistas Contemporâneos.

Para um designer é mais interessante fazer com que as jarras falem do que as próprias flores. Por isso quando aceitei a Proposta da Vista Alegre, vi realizado um dos meus desejos mais poéticos dos últimos anos. Há já algum tempo que trabalho com paisagens tipográficas ou, se preferirem, com poemas visuais. São normalmente palavras de quatro letras em inglês, uma língua que tem muitas palavras de quatro letras, que se inserem numa paisagem claramente urbana de sinais e advertências, de metáforas e linsonjas da linguagem.

Mensagens que podem surpreender-nos em qualquer esquina ou sala da nossa existência e que ficam alojados na retina e, quem sabe, também no pensamento. Prefiro pintar letras a flores e fazer com que as jarras falem como podem fazê-lo os reclames luminosos ou os sinais de tráfego. Muitas pessoas acharão muito pop esta análise a uma venerável casa de cerâmica portuguesa. Outros poderão considerar uma espécie de sacrilégio utilizar o alfabeto como uma paisagem da natureza. Uma coisa é certa: onde diz “Don’t look back”, podem colocar uma dúzia de cravos."" Oscar Mariné Brandi

 

Ordenar Por

  • Posição
  • Alfabética: A - Z
  • Alfabética: Z - A
  • Preço: Crescente
  • Preço: Decrescente
  • Criado em
FILTRO

Filtrar por

Limpar filtros
de $ a $
 

Ordenar Por

  • Posição
  • Alfabética: A - Z
  • Alfabética: Z - A
  • Preço: Crescente
  • Preço: Decrescente
  • Criado em