Vista Alegre

Cruzeiro Seixas

Cruzeiro Seixas

Artur Manuel do Cruzeiro Seixas (n.1920) manteve-se fiel à estética surrealista ao longo de toda a sua carreira. Pintor interessado pela escultura, autor de diversos livros de poesia reunindo a palavra e a imagem, e ainda ilustrador, Cruzeiro Seixas integrou em 1949 o grupo “Os Surrealistas”, juntamente com Mário Cesariny, António Maria Lisboa, Carlos Calvet, Pedro Oom e Mário-Henrique Leiria, entre outros. O seu percurso tem-se afirmado desde então em numerosas exposições individuais e coletivas, em Portugal e no estrangeiro. Em 1999 doou a totalidade da sua coleção à Fundação Cupertino de Miranda, de Vila Nova de Famalicão, onde vive, com vista à constituição do Centro de Estudos do Surrealismo e do Museu do Surrealismo.
Em 2009 foi condecorado com a Ordem de Santiago de Espada e em Outubro de 2012 a Sociedade Portuguesa de Autores atribuiu-lhe a Medalha de Honra, como reconhecimento pela sua longa e excecional carreira artística.