Vista Alegre

EDUARDO FONSECA

EDUARDO FONSECA

Nascido em Ponte Nova (Minas Gerais, Brasil) em 1984, ingressou em Geografia em 2003 mas abandonou o curso para seguir o que realmente era importante para si. Licenciou-se em Pintura pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais em 2009. No ano seguinte mudou-se para Lisboa, onde cursou o Mestrado em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Nos anos em que viveu em Portugal o seu trabalho focou-se bastante nas questões político-sociais, talvez pelo contexto que encontrou quando o país entrava em crise económica, explodindo em uma série de protestos.
Em 2013 retorna ao Brasil e viu-se mais uma vez no meio do caos político, com manifestações populares nunca antes presenciadas. O seu trabalho, já marcado por uma crítica à sociedade e as suas diversas formas de relações, consolidou-se ainda mais. Em 2015 muda-se para Nova Iorque, onde expande o seu trabalho, pintando murais pelas ruas de Brooklyn. Lá, presencia uma sequência de protestos raciais devido ao assassinato por polícias de um cidadão negro.
Em 2016 volta a Portugal para participar no festival de arte urbana Paratíssima, inaugurando uma nova exposição na Galeria Arte Periférica, no CCB, e participa igualmente na Feira Internacional de Arte SWAB, em Barcelona. Em 2017 muda-se novamente, desta vez para Paris onde foi aceite para uma residência artística no 59 Rivoli. Aí conhece inúmeros artistas de todo o mundo. A sua rede de contactos cresce, constrói pontes com outras instituições e, em 2019, recebe um convite da Nongyuan International Art Village, em Chengdu, na China, para outra residência. Já expôs em vários países, incluindo Portugal, Espanha, Estados Unidos, Brasil, China, França, Itália, Uruguai e Holanda.